Bem-vindo ao mais novo Priorado da OSMTH (Porto -PT) .

O Priorado do Rio de Janeiro foi constituído em 23 de Abril de 2013 por deliberação de S.A.E. Conde Dom Fernando Pinto de Sousa Fontes, Príncipe Regente e Grão Mestre da "Ordo Supremus Militaris Templi Hierosolymitani - OSMTH", como consequência natural do sucesso obtido pelo desempenho da Representação anterior sob a forma de Comendadoria.

Hoje o Priorado congrega 8 Casas Templárias nos Estados do Paraná (3), São Paulo, Minas Gerais, Pará, Sergipe e Rio de Janeiro sob a responsabilidade de Cavaleiros Professos, com a missão de divulgar as atividades da Ordem e atuar ativamente nas áreas dos Direitos Humanos, Justiça Social, Ética, Decência e Moralidade, bem como em Campanhas de Solidariedade e de Preservação e Conservação do Meio Ambiente, seja participando ou denunciando irregularidades.

Para a próxima Investidura, que ocorrerá em 2014, já contamos com dezessete Postulantes, reflexo da participação ativa das Casas Templárias na formáção de novos Templários.

quarta-feira, 16 de janeiro de 2019

[ATENÇÃO] Pare de viver às cegas!

 
 

Olá,

Se você pudesse prever o futuro e soubesse que daqui há alguns dias, semanas ou meses você fosse sofrer um grave acidente ou alguém da sua família, você faria um plano de saúde?

Eu acredito que sim.

Mas infelizmente não existem bolas mágicas de cristal, gênios da lâmpada ou coisas do tipo para que possamos prever essas coisas difíceis na nossa vida ou na de alguém com quem nos importamos, certo?

E como podemos nos prevenir de que algo tão ruim aconteça?

A resposta é bem simples: agindo agora!

Você não pode esperar que algo aconteça para tomar uma decisão na sua vida, é preciso agir antes que isso aconteça, e com a nossa saúde ou com a saúde de quem amamos não devemos brincar jamais!

Por isso, gostaria muito que você pudesse evitar hoje que coisas ruins aconteçam com você ou com quem você ama.

Em apenas 10 segundos (eu sei que você tem 10 segundos disponíveis) você pode fazer uma cotação do melhor plano de saúde do Brasil e garantir a sua segurança, da sua família ou dos seus colaboradores.

Você não espera que um ladrão entre na sua casa para que você tranque as portas, certo?

 
 
Quer evitar viver às cegas e colocar a sua vida ou a de quem você ama em risco?
 
Quero evitar agora!
 
Não quer mais receber e-mails como este? É só se descadastrar clicando aqui.

Quer saber como prever o futuro?

 
 

Olá,

Se você pudesse prever o futuro e soubesse que daqui há alguns dias, semanas ou meses você fosse sofrer um grave acidente ou alguém da sua família, você faria um plano de saúde?

Eu acredito que sim.

Mas infelizmente não existem bolas mágicas de cristal, gênios da lâmpada ou coisas do tipo para que possamos prever essas coisas difíceis na nossa vida ou na de alguém com quem nos importamos, certo?

E como podemos nos prevenir de que algo tão ruim aconteça?

A resposta é bem simples: agindo agora!

Você não pode esperar que algo aconteça para tomar uma decisão na sua vida, é preciso agir antes que isso aconteça, e com a nossa saúde ou com a saúde de quem amamos não devemos brincar jamais!

Por isso, gostaria muito que você pudesse evitar hoje que coisas ruins aconteçam com você ou com quem você ama.

Em apenas 10 segundos (eu sei que você tem 10 segundos disponíveis) você pode fazer uma cotação do melhor plano de saúde do Brasil e garantir a sua segurança, da sua família ou dos seus colaboradores.

Você não espera que um ladrão entre na sua casa para que você tranque as portas, certo?

 
 
Quer evitar viver às cegas e colocar a sua vida ou a de quem você ama em risco?
 
Quero evitar agora!
 
Não quer mais receber e-mails como este? É só se descadastrar clicando aqui.

terça-feira, 15 de janeiro de 2019

jbaptistaneto.osmthportopt, plano de saúde 30% mais barato e benefícios a nível nacional

Olá jbaptistaneto.osmthportopt,

Você pode reduzir o custo do seu plano de saúde em até 30%, com benefícios e facilidades a nível nacional.

[ CLIQUE AQUI PARA SABER MAIS SOBRE ESTA OPORTUNIDADE ]

 

Basta solicitar maiores informações através do link acima para saber como tudo funciona.

Um cheiro,
Letícia Maria

quinta-feira, 17 de novembro de 2016

Re: [templelucis] Adiamento da Investidura de 25.11.16 no Rio de Janeiro.

Há duas maneiras de viver a vida: uma como se nada fosse um milagre e outra como se tudo fosse um milagre. Albert Einstein

Meu senhor, estaremos torcendo pelo melhor e por uma plena recuperação!

Manteremos seu nome em nossas orações pela saúde!

Paz e Bem
ACT Renato Cruz

Enviado do meu iPhone

Em 16 de nov de 2016, às 20:08, João Baptista Neto jbaptistaneto@gmail.com [templelucis] <templelucis@yahoogrupos.com.br> escreveu:

 

Irmãos, Saudações.

 

        Com pesar e por motivo de força maior – procedimento médico para determinar, ou não, cirurgia para colocação de ponte safena - , informo que a Cerimonia de Investidura marcada para 24 e 25 próximo foram adiadas para, em princípio, Janeiro de 2017, em data a ser posteriormente informada, dependendo do desenrolar dos acontecimentos.

        Esperando a compreensão de todos e desculpando-me pelo inconveniente, envio um

 

Fraterno Abraço,

 

Fr. ++João Baptista Neto

                Prior




Avast logo

Este email foi escaneado pelo Avast antivírus.
www.avast.com


__._,_.___

Enviado por: =?iso-8859-1?Q?Jo=E3o_Baptista_Neto?= <jbaptistaneto@gmail.com>
Responder através da web através de email Adicionar um novo tópico Mensagens neste tópico (1)
&quot;A Luz do Mundo&quot; - Mestre e Nosso Senhor Jesus Cristo.

&quot;Testemunho da Luz&quot; - São João Batista.

&quot;Luz do Templo&quot; - São Bernardo de Claraval.

&quot;Chama Viva do Templo&quot; - Grão Mestre Jacques de Molay.

&quot;NON NOBIS DOMINE, NON NOBIS, SED NOMINI TUO DA GLORIAM&quot;

&quot;Sursum Corda - Habemus ad Domine&quot;.

.

__,_._,___

quarta-feira, 16 de novembro de 2016

Adiamento da Investidura de 25.11.16 no Rio de Janeiro.

Irmãos, Saudações.

 

        Com pesar e por motivo de força maior – procedimento médico para determinar, ou não, cirurgia para colocação de ponte safena - , informo que a Cerimonia de Investidura marcada para 24 e 25 próximo foram adiadas para, em princípio, Janeiro de 2017, em data a ser posteriormente informada, dependendo do desenrolar dos acontecimentos.

        Esperando a compreensão de todos e desculpando-me pelo inconveniente, envio um

 

Fraterno Abraço,

 

Fr. ++João Baptista Neto

                Prior




Avast logo

Este email foi escaneado pelo Avast antivírus.
www.avast.com


sábado, 29 de outubro de 2016

Areligião do medo

Por: Frei Betto (OP)

 

“Convencer fiéis a abdicar de recursos para sustentar supostos arautos do divino é explorar os efeitos sem alertar para as causas.”

 

        Muitos cristãos foram educados na religião do medo. Medo do inferno, das chamas eternas, das artimanhas do demônio. E quando o medo se apodera de nós, adverte Freud, transforma-se em fobia. Recurso sempre utilizado por instituições autocráticas que procuram impor seus dogmas a ferro e fogo, de modo a induzir as pessoas a trocar a liberdade pela segurança.

        Quando se abre mão da liberdade, demite-se da consciência crítica, omite-se perante os desmandos do poder, acovarda-se agasalhado pelo nicho de uma suposta proteção superior. Foi assim na Igreja da Inquisição, na ditadura estalinista, no regime nazista. É assim a xenofobia ianque, o terrorismo islâmico e os segmentos religiosos que dão mais valor ao diabo que a Deus, e prometem livrar os fiéis de males através da vulgarização de exorcismos, curas milagrosas e outras panaceias para enganar os incautos.

        Em nome de uma ação missionária, milhões de indígenas foram exterminados na colonização da América Latina. Em nome da pureza ariana, o nazismo erigiu campos de extermínio. Em nome do socialismo, Stalin ceifou a vida de 20 milhões de camponeses. Em nome da defesa da democracia, o governo dos EUA semeia guerras e, no passado recente, implantou na América Latina sangrentas ditaduras.

        Convencer fiéis a abdicarem de recursos científicos, como a da medicina, e de boa parte da renda familiar para sustentar supostos arautos do divino é explorar os efeitos sem alertar para as causas. Já que, no Brasil, milagre é o povo ter acesso ao serviço de saúde de qualidade, haja engodo religioso travestido de milagre!

        A religião do medo alardeia que só ela é a verdadeira. As demais são heréticas, ímpias, idólatras ou demoníacas. Assim reforçam o fundamentalismo, desde o bélico, que considera inimigo todo aquele que não reza pelo seu livro sagrado, até o sutil, como o que discrimina os adeptos de outras tradições religiosas e sataniza os homossexuais e os ateus.

        A modernidade conquistou o Estado Laico e separou o poder político do poder religioso. Porém, há poderes políticos travestidos de poder religioso, como a convicção ianque do “destino manifesto”, como há poderes religiosos que se articulam para ocupar espaços políticos.

        Até o mercado se deixa impregnar de fetiche religioso ao tentar nos convencer de que devemos ter fé em sua “mão invisível” e prestar culto ao dinheiro. Como afirmou o papa Francisco em Assis, a 5 de Junho de 2013, “se há crianças que não tem o que comer (...) e uns sem abrigo morrem de frio na rua, não é notícia. Ao contrário, a diminuição de dez pontos na Bolsa de Valores constitui uma tragédia”.

        Uma religião que não pratica a tolerância nem respeita a divergência religiosa, e se nega a amar quem não reza pelo seu Credo, serve para ser lançada ao fogo. Uma religião que não defende os direitos dos pobres e excluídos é, como disse Jesus, mero “sepulcro caiado”. E quando ela enche de belas palavras os ouvidos dos fiéis, enquanto limpa seus bolsos em flagrante estelionato, não passa de um “covil de ladrões”.

        O critério para se avaliar um verdadeira religião não é o que ela diz de si mesma. É aquela cujos fiéis se empenham para que “todos tenham vida, e vida em abundância” (João 10,10) e abraçam a justiça como fonte de paz.

        Deus não quer ser servido e amado em livros sagrados, templos, dogmas e  preceitos. E sim naquele que foi “criado à Sua imagem e semelhança”: o ser humano, em especial aqueles que padecem de fome, sede, doença, abandono e opressão (Mateus 25, 36-41).

 

Transcrito do jornal O Globo, de 29.10.16

 

Arauto do Templo.    

 

 




Avast logo

Este email foi escaneado pelo Avast antivírus.
www.avast.com


domingo, 2 de outubro de 2016

Caráter evangélico do voto

Caráter evangélico do voto

Por Frei Betto (OP)

"Nossa democracia precisa estar enraizada na pedra sólida de quem veio para servir a todos, e não para tirar proveitos e obter privilégios".

 

       Votar é um ato de caridade. Ou de egoísmo e, portanto, de ofensa ao próximo e a Deus. Posso votar com raiva, visando apenas derrotar o adversário de meu candidato. Ou porque espero obter da eleição algum benefício pessoal.

      O pior voto é o de quem se deixa seduzir pela propaganda enganosa. De quem vota por mera simpatia ao candidato, sem conhecer os seus reais compromissos e interesses. Ou de quem vota esperando receber algum benefício pessoal ou familiar, sem pensar na melhoria do município e dos direitos da população.

      Desde a Grécia antiga, votar é escolher quem deve administrar a cidade para o bem comum. A democracia nasceu imperfeita, pois entre os gregos eram poucos os homens ivres se comparados ao número de escravos, e imperfeita a democracia continua. Cabe a nós cidadãos, aperfeiçoa-la. 

      ESTÁ, AO ALCANCE DE NOSSO VOTO escolher vereadores e prefeitos que administrem o município em favor da maioria da população, e não de corporações ou da minoria que usa a máquina pública em benefício próprio, inclusive embolsando o dinheiro de nossos impostos pela via da corrupção.

      Votar bem nos exige espiritualidade. Torna-se um ato de caridade quando, ao me aproximar da urna, não penso em meus interesses, mas nos direitos daqueles que ainda se encontram sem acesso digno à alimentação de qualidade, à saúde, à educação à cultura, ao transporte público, à moradia e ao lazer.

      O olho do eleitor deve se estender para além de seu bairro e se perguntar como seu voto pode melhorar as condições de vida nas periferias, erradicar as favela, favorecer o transporte coletivo, ampliar o saneamento, e combater os cartéis de ônibus, as milícias e o narcotráfico.

      "Vim para que todos tenham vida e vida em abundância" (João 10,10), disse aquele que partilhou os pães e os peixes para saciar a fome da multidão. A vida é o dom maior de Deus. Portanto, não há exagero em afirmar que votar de acordo com a vontade de Deus é eleger vereadores e prefeitos que terão por meta favorecer a maioria da população do município, em especial os mais carentes de direitos.

      O voto de caridade não se pergunta se o candidato é cristão, espírita, adepto do candoblé ou ateu. "Nem todo aquele que se diz Senhor, entrará no Reino dos Céus" (Mateus 7,21).

       Há candidatos que posam de santinhos, são indicados por padres e pastores, enchem a boca com o nome de Jesus, mas são lobos em peles de ovelhas. Estão centrados em suas ambições políticas pessoais e vinculados aos interesses escusos das corporações que representam. São insensíveis aos dramas dos pobres e dos excluídos.

      Não nos dixemos enganar por belos discursos e sedutoras promessas. Procuremos nos informar sobre a vida pregressa de nossos candidatos. Verificar se, de fato, se empenharam pelo bem da maioria e lutaram contra os preconceitos e opressão.

      Caso contrário,estaremos semeando vento para colher tempestades. E a democracia brasileira já se encontra suficientemente fragilizada para alicerçarmos sua base - a eleição municipal - na areia movediça dos que, uma vez eleitos, cospem em nossos votos. Nossa democracia precisa estar enraizada na pedra sólida de quem veio para servir a todos, e não para tirar proveitos e obter privilégios.

 

Extraído do jornal O Globo, de 01.10.2016 

Arauto do Templo

 

 

 




Avast logo

Este email foi escaneado pelo Avast antivírus.
www.avast.com